terça-feira, 12 de fevereiro de 2008


É incrível que quando quero escrever um texto nunca sei por onde começar, bolas são tantas as ideias e tão divergentes, complexas entre si, que me vejo aflita para desenvolver qualquer uma delas.
Já não escrevo no blog há imenso tempo, o meu tempo é tão escasso, que se não é por lembrança da minha princesa Catarina, já não sei como seria.
Tenho pensado em tanta coisa ao mesmo tempo, sinto uma desordem de sentimentos e emoções dentro de mim, que se não fossem os amigos a dar ânimo aos dias, talvez já tivesse desistido e perdido muitas das coisas que mais gosto.
Sou… sei lá o que sou, o que fui, muito menos o que vou ser amanhã, este não saber irrita-me. Eu não tenho noção de todos os movimentos do meu corpo, parece insólito mas é verdade. Ora tentem lá parar de respirar? Não pestanejar? Não dormir? Coisas aparentemente normais, que são banais, porque nem nos damos conta delas, ou melhor nem nos apercebemos da sua importância. Isto é o normal de toda à gente que conheço.
Para tudo o que faço estou dependente de alguma coisa ou de alguém, ou há-de ser as burocracias ou as pessoas que me rodeio habitualmente. Já cheguei à conclusão que enquanto todos caminham, eu corro, isto claro num sentido metafórico. Hoje cheguei ao cúmulo de ouvir a minha professora de História a chamar-me de Mercúrio (que para quem não sabe, era o mensageiro dos Deuses), e realmente pareço mesmo, é só recados, papel para afixar, e-mail’s para ler, recados para dar à última da hora, testes com imensa matéria, novos problemas em todos os campos, a pessoa importante que a cada dia que passa mais porcaria faz…fogo. Eu não sou de ferro!!!


A cada dia que passa perco qualidades, perco vontade, sou vencida por nervos e fracassos!

Parva que eu sou...

Sorriso forçado...
Tornar-se-ia tudo muito mais simples se tu me ajudasses, se parasses de fazer de meu pai, se percebesses que tenho vontade própria, se entendesses que o mundo não é teu, é nosso…preciso de ti, e tu não correspondes….tens me feito tanta merda!!! Com a tua ajuda que conseguia, mas tu és o primeiro a pôr-me a baixo!!!
Apesar de tudo, ainda há gente que me faz minimamente feliz, se é que assim se pode chamar.
Texto sem nexo…como eu…desculpem…

Ontem, queria que hoje, fosse amanhã!!!

1 comentário:

Catarina* disse...

Oh amor!!

Não gosto de te ver assim!
Não era preciso teres escrito o meu nome, qerida!

Pensa, q aquilo que fazes, fazes por gosto. Custa,imagino q sim, mas dps tb imagino q te sintas recompensada no final!

Gst do texto, aserio,mas tb acho, que podes fazer melhor!

Respira, para por dois minutos. Mesmo q ue sabias que tns mais q fazer.

Por dois minutos,podes pensar e ver q afinal podes modificar qqr coisa q te ajude. Assim, podes ate perder 2 minutos, mas ganhar algo q te compense muito mais q 2minutos.!

Tudo aquilo que sentes e q n sentes e queres sentir, vai passar, vai ficar tudo bem.

Acredita. Espera. Suspira. Sonha.

Alcança!


Adoro-te Ana. Estou aqui sempre q precisares!

Beijinhu amor! =D*